Ser Pai, Paternidade!

    Olá pessoal, dentro de um site com assuntos extremamente femininos, aqui está um Pai para dizer que neste momento podemos nos sentir um pouco esquecidos. Estamos sim à parte de todos os acontecimentos, mas nunca ausentes. A única coisa que não queremos é atrapalhar ou prejudicar as mães, que nesta hora passam por diversas transformações, não somente no corpo mas no humor e no psicológico, sem falar no amor, onde acredito que começa a aflorar o verdadeiro amor, o incondicional. Portanto a última coisa que queremos é tornar este momento tão bonito em um tormento, e com isso deixamos que a situação e a atenção nos coloque a parte de tudo. Mas Mães estamos mais vivos que nunca pois "a pessoinha" que está dentro de vocês também é nossa, e cultivamos e nutrimos o mesmo AMOR que a mãe. Apenas conseguimos demonstrar de forma diferente. 
      Para ilustrar bem o cenário vamos lembrar três momentos que se ainda não passaram, com certeza irão passar. O primeiro, na escolha do nome, se for menino a Mãe quer Antônio e o Pai quer Carlos, depois de muita conversa, e talvez stress, ele se chamará José ou para mostrar que ambos estavam corretos Antonio Carlos. O mesmo vale para menina a mãe quer Gisele, o Pai Carolina e no final sai Gertrudes Joseja porque é uma homenagem às bisavós. Tem o caso que o nome sai naturalmente como foi de nossos queridos filhos Katherine e Arthur. O segundo momento é o do primeiro ultrassom, onde o pai está louco para ver o sexo do bebê, quer um filho para poder jogar bola, brincar de carrinho, colocar no jiujitso, etc. Quando chaga lá vê um negocinho entre as pernas do bebê e fica todo feliz, aí vem a Médica diz...é MeninA. Nós pais instantaneamente ficamos extremamente...felizes. Ficamos todos bobos pois continuaremos podendo jogar bola, brincar de carrinho e quem sabe jiujitso( pensando melhor não). Não muda nada, somente o tipo de brincadeira, isso até os 3 anos de idade, mas isso é outro post. O terceiro que quero lembrar é que um pouco antes de vocês terem o bebê, quem foi que cuidou de toda a papelada na maternidade? Quem levou as broncas e por que não apertões das contrações durante o sono? Quem ficava como barata tonta não sabendo o que fazer? Quem filmou e fotografou o parto ao mesmo tempo?...
     Tudo isso é para dizer que a vinda do bebê quer queira, ou não, faz com que os dois juntos amadureçam e comecem a pensar não somente na vida do casal mas principalmente na do novo integrante da família e juntos queiram o melhor para todos. 

         Mamães tenham paciência com os Papais, eles não estão ausentes apenas se anulam para que vocês melhor aproveitem todos os momentos e se sintam seguras de que estão a salvo e amadas. Eu agradeço ao PAPAI do CÉU todo dia pela esposa que tenho e pela oportunidade que estou tendo.

Parabéns Papais pelo seu dia.
Um Pai.



1 comentários:

  1. Ah, que emocionante.
    Mulher chora por tudo né, estou aqui feito boba com os olhos cheios d'agua
    Também fiz uma homenagem aos pais no meu blog, passa por lá

    Te esperp http://amigavemk.blogspot.com.br/2014/08/o-primeiro-super-heroi-gente-nunca.html

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

carina.janesch@gmail.com

Enfermagem Domiciliar

Outros Blogs e Links!!!

Bebemcasa&ApoioMaterno
Apoio Materno

Bebemcasa&MamyAntenada
Cute & Cool Craft

Bebemcasa&MamyAntenada
Mamy Antenada

Videoteca

Aqui uma playlist de videos para você curtir!


Blogger Template Mais Template - Author: Papo De Garota
PageRank